O Ciclo da Marca Pessoal e os 6 elementos mais importantes para se tornar referência na sua área
O Ciclo da Marca Pessoal e os 6 elementos mais importantes para se tornar referência na sua área

O Ciclo da Marca Pessoal e os 6 elementos mais importantes para se tornar referência na sua área

Quando comecei a organizar a estrutura do curso de LinkedIn para Marcas Pessoais, uma das primeiras coisas que fiz foi dividir tudo em três pilares:

  1. Marca Pessoal
  2. O Verdadeiro Networking
  3. Produção de Conteúdo

Logo em sequência, desenhei um ciclo que funcionou como um guia de alguns dos principais pontos que seriam abordados. Esse garrancho mesmo que você pode ver logo abaixo:

Ciclo da Marca Pessoal versão garrancho

Para estruturar esse ciclo, não me baseei em algo que encontrei pronto num livro.

Em vez disso, refleti bastante sobre o que vivenciei ao longo dos últimos três anos como um usuário bem ativo no LinkedIn, enquanto produzia bastante conteúdo e aprendi na prática como funciona a construção de uma marca pessoal.

E o resultado foram os seis elementos que vamos ver agora.

1. Autoconhecimento

Antes de ter uma persona (ou um público-alvo), você tem uma identidade própria e, por isso, o autoconhecimento é uma das etapas mais importantes para qualquer pessoa que deseja consolidar sua marca.

Em vez de “correr atrás de uma persona”, exponha suas especialidades, sua área de atuação, seus valores e suas paixões.

Dessa forma, você vai atrair pessoas interessadas no mesmo assunto que você aborda e que estão alinhadas aos seus princípios.

Aí sim, faça questão de entender melhor como você pode ajudar ainda mais essas pessoas.

Mas jamais deixe essa “obsessão pela persona” guiar sua marca.

Especialmente quando se trata de marcas pessoais, essa é uma das formas de transformar sua marca num “produto genérico”.

E acredito que esse está longe de ser seu objetivo, não é?

2. Autenticidade

Uma frase que você certamente já ouviu por aí é “você PRECISA ser autêntico”, ou “você PRECISA ser você mesmo”.

O que não costumam te contar é como fazer isso na prática.

Não estou aqui para ditar regra alguma e muito menos para te entregar uma fórmula mágica para a autenticidade. Até porque continuo acreditando que fórmulas prontas são uma das formas mais simples de matá-la.

Mas ainda existe um caminho que pode te ajudar a trazer autenticidade para seus textos e como abrimos falando sobre autoconhecimento, vai ficar ainda mais fácil, quer ver?

Em seus próximos textos, faça questão de trazer à tona os seguintes elementos:

  1. Seus valores
  2. Suas paixões
  3. Suas próprias referências e experiências

Nos meus textos, por exemplo, você vai notar os seguintes elementos:

  1. Integridade e criatividade
  2. Cinema, música e literatura
  3. Ensinando o que pratico e algumas referências bem características

Toda vez que consigo mesclar esses elementos em um conteúdo, tenho certeza que vai ser bem difícil encontrar outro igual por aí.

E a autenticidade é justamente sobre isso, não é?

3. Transparência

Você não precisa ser especialista para trabalhar sua marca pessoal, nem precisa fingir ser um. Em vez disso, aposte sempre na transparência.

Se você está começando numa nova área, deixe isso claro e poderá servir de inspiração para outras pessoas que pensam em começar.

E outro ponto fundamental aqui é sobre jamais esconder suas referências.

Já disse isso antes por aqui e repito: a diferença entre o desejo de transmitir uma mensagem de valor para a audiência e o desejo de inflar o ego do autor pode ser sutil. Tão sutil quanto uma referência faltando.

Ciclo da Marca Pessoal: três primeiros elementos

4. Pratique o que ensina (e ensine o que pratica)

Vamos supor que, em vez de falar sobre LinkedIn para Marcas Pessoais, Escrita Criativa e Storytelling, eu decida falar apenas sobre dicas de pintura por aqui.

Você veria publicações como:

  • Como escolher o melhor pincel para seu caso
  • Como misturar tintas como um profissional
  • A importância da psicologia das cores na pintura

Porém, você jamais me veria pintando nada por aqui.

Nem quadro, nem parede, nem unha.

Qual seria sua reação ao ver dicas como essas por aqui? Você continuaria confiando em mim?

Agora, outra situação: vamos supor que eu decida aprender a pintar quadros como hobby e, mesmo muito longe de ser especialista, já tenho meus primeiros quadros.

E se eu te mostrasse os quadros e ensinasse um pouco das técnicas que usei? Nesse caso, as coisas ganham um pouco mais de sentido, não acha?

Primeiro, eu estava te ensinando algo que eu não pratico. Depois, estava ensinando algo que comecei a praticar, mesmo não sendo especialista.

Ou seja, quer fortalecer sua marca pessoal?

Pratique o que você ensina (e ensine o que você pratica).

É uma das formas mais simples e eficazes de construir uma marca pessoal a longo prazo.

Da mesma forma que não praticar o que ensina também é uma das formas mais fáceis de comprometer sua credibilidade.

5. Compartilhe sua Jornada

Se você for transparente e ensinar o que vem praticando, compartilhar sua jornada é o próximo passo mais natural.

Na minha opinião, fazer isso também é a melhor estratégia de produção de conteúdo no longo prazo e contei em detalhes o porquê disso no meu último artigo.

De forma resumida, é a maneira mais simples de fortalecer sua marca no longo prazo e não exige nada de você além do que você já vem praticando.

Ainda tem um potencial gigantesco de te aproximar de outras pessoas interessadas na sua área de atuação. Dá para chamar isso de “fazer networking”, mas acredito que tem um potencial ainda maior: criar e fortalecer comunidades.

6. Seja um guia para seu público

E se abri o artigo falando para você não se preocupar tanto assim com sua persona (ou público-alvo), para fechar o ciclo, podemos resgatá-la.

Deixando claro que, numa estratégia de construção de marca pessoal, não podemos ignorá-la. Mas também não precisamos nos tornar escravo da persona.

Por isso, se você me perguntar, diria para você começar se preocupando com os 5 elementos anteriores. Somente após entrar em movimento, preocupe-se em entender o perfil das pessoas que você vem atraindo com seus conteúdos.

E conforme entender isso melhor, você incorpora em suas publicações algumas dificuldades, desafios, sonhos e desejos dessa persona.

Essa é uma das facetas de “ser um guia para seu público”.

A outra é para você esquecer essa história de produzir para inflar seu ego ou focar somente em autopromoção.

Em vez disso, compartilhe seus próximos conteúdos e aprendizados no papel de um guia, preocupando-se em orientar e ajudar quem ler suas publicações as pessoas.

Assim, fechamos nosso ciclo.

Ciclo da Marca Pessoal

E como se trata de um ciclo, outro ponto bem importante é a consistência.

Então, defina bem os dias e horários para publicar, e faça o possível para seguir seu cronograma religiosamente, por três motivos.

Primeiro, você acaba criando um costume para que pessoas aguardem seus próximos conteúdos.

Em segundo lugar, e mais importante, é quase impossível prever qual texto seu vai viralizar e qual não vai. Alguns têm um alcance maior que os outros e isso é absolutamente natural.

Por último, não basta um único artigo para se tornar uma autoridade. Com um artigo, você pode conquistar visibilidade. Mas, para se tornar uma referência, é necessário ter uma presença constante.

Isso vai muito além de um único artigo ou conteúdo, mas começa assim.

Um convite especial para você que leu até aqui

O LinkedIn para Marcas Pessoais, meu curso recém-lançado para te ensinar como consolidar sua marca a ponto de se tornar referência em sua área, está no último dia de pré-venda.

O que isso significa?

As inscrições do curso foram disponibilizadas antes do curso estar todo completo no ar.

Hoje, dia 19/04/2021, ele já está completo no ar e, ainda assim, continua com o desconto especial de pré-venda.

Somente até 23:59, você tem direito a um desconto de R$ 100,00 para se inscrever por R$ 257, em vez de R$ 357.

E aproveitando que falamos bastante sobre marca pessoal por aqui, o módulo 2 do LinkedIn para Marcas Pessoais é um verdadeiro curso intensivo e prático, para que você entenda como construir e consolidar sua marca — com 1h e 57min de duração.

Para conferir aproveitar essa oportunidade, é só clicar aqui para conferir todas as informações sobre o LinkedIn para Marcas Pessoais e fazer sua inscrição.

Será um prazer te ajudar a consolidar sua marca pessoal na maior rede profissional do mundo.

E se ficar com alguma dúvida em relação ao curso, fique à vontade para me perguntar nos comentários. 👇

Sou um escritor e produtor de conteúdo, especializado em Escrita Criativa, Storytelling e LinkedIn para Marcas Pessoais. Minhas maiores paixões sempre foram a música, o cinema e a literatura. Escrevendo textos na internet, consegui unir o melhor desses três universos, e o que era um hobby acabou me transformando em LinkedIn Top Voice e, hoje, se tornou minha profissão.

Gostou do texto? Então, compartilhe.

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

E para receber os próximos textos em sua caixa de entrada, inscreva-se na Newsletter gratuita.

Comentários