Chegou a melhor época do ano.

É o momento de tirar as fantasias do fundo da prateleira de cima do armário, renovar o estoque de glitter e ir para as ruas.

O dia começa às 5 da manhã para acompanhar de perto o embalo dos blocos e o som das baterias. Mas tudo bem, é carnaval.

Antes mesmo do sol nascer, várias pessoas equipadas com seus óculos escuros parecem estar precavidas contra a claridade. Ou emendaram a noite anterior e, por algum motivo, preferem ocultar os olhos. Talvez seja pelas olheiras.

Enquanto o sol nasce, o som dos batuques é acompanhado do estalo de várias latas de cerveja se abrindo. Para quem não é de cerveja, tem bebidas de todas as cores também.

Para escapar do calor de meio dia, muitos jovens recorrem às garrafas d’água. Mas não são todos que bebem. Alguns insistem em levar a garrafa aos lábios e não a inclinam o bastante, como se desistissem da sede.

Se chover, também não é problema. A água refresca e ainda ajuda a embalar o hit Piscininha, amor.

De tarde, pessoas com cigarros artesanais formam rodas de conversas e propõem soluções para os dilemas da vida. Até o mais complicado relacionamento se torna simples.

Ao pôr do sol, um casal se beija apaixonado. Parece cena de filme e tem até ensaio de trilha sonora, com amigos entoando um coro de “É hexa!”, “É hepta!”. A paixão passa rápido e eles se despedem.

A volta para casa de Uber pode ser mais cara que o normal. Mas tudo bem, é Carnaval.

Nesse período, livres de julgamentos, podemos ser quem bem entendermos. Talvez até nós mesmos.

O sol volta a nascer e continua tudo bem. Em breve, a ressaca passa, o ano passa e é Carnaval de novo.

Sou um escritor e produtor de conteúdo, especializado em Escrita Criativa, Storytelling e LinkedIn para Marcas Pessoais. Minhas maiores paixões sempre foram a música, o cinema e a literatura. Escrevendo textos na internet, consegui unir o melhor desses três universos, e o que era um hobby acabou me transformando em LinkedIn Top Voice e, hoje, se tornou minha profissão.

Gostou do texto? Então, compartilhe.

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

E para receber os próximos textos em sua caixa de entrada, inscreva-se na Newsletter gratuita.

Comentários