4 lições que você pode “aprender” com (literalmente) qualquer filme ou série bem-sucedidos
4 lições que você pode “aprender” com (literalmente) qualquer filme ou série bem-sucedidos

4 lições que você pode “aprender” com (literalmente) qualquer filme ou série bem-sucedidos

Basta surgir um novo fenômeno da Cultura Pop e a internet se torna um festival de aprendizados.

Tudo pode se tornar uma analogia ou mesmo uma lição de vida, de carreira e de empreendedorismo. É só escolher seu nicho.

Agora, uma lição que geralmente não entra para essas listas é que você pode aprender a maior parte desses aprendizados com qualquer filme ou série bem-sucedidos.

Talvez, até mesmo com algumas obras que não tiveram tanto sucesso.

Mas, se não tem sucesso e não tem hype para pegar carona, qual o sentido, não é mesmo?

Por isso, minha ideia com este texto é facilitar a vida dos produtores de conteúdo com 4 lições que podemos aprender com ___________ (insira o nome da série ou filme).

Eu vou preencher com Vingadores: Ultimato de exemplo, porque, com uma das maiores bilheterias de todos os tempos, tem boas chances que você tenha assistido ao filme e não preciso poupar spoilers.

Combinado?

1. A importância do planejamento estratégico

Um grande segredo aqui é que você pode considerar o planejamento para a realização da própria obra, ou de algo que acontece nela.

Se algo aconteceu e teve um final, geralmente conseguimos reduzir em três casos extremos:

  • foi muito bem-planejado e deu certo;
  • não foi tão bem-planejado e algumas coisas saíram do controle;
  • não teve planejamento e foi um fracasso (até certo ponto).

Se cobrir mais de um desses pontos, melhor ainda.

O Dr. Estranho, por exemplo, me ensinou a importância de analisarmos todos os possíveis cenários antes de agir.

2. Esteja preparado para as coisas darem errado

Esse tópico até poderia entrar no primeiro. Mas os melhores filmes e séries costumam ter aquele momento em que tudo parece caminhar para dar errado.

E aqui entra uma belíssima lição: por melhor que seja seu planejamento, as coisas ainda podem dar errado.

Em Vingadores: Ultimato, podemos jogar limpo e trazer uma versão light e sem spoilers dessa lição. Quando o plano de Thanos nos ensina isso bem no começo do filme: apesar de seu plano ter dado certo, os Vingadores encontrariam uma forma de revertê-lo.

Ou podemos pegar pesado.

Afinal, qual foi o personagem que mais se preparou para algo dar errado?

3. Seja resiliente

Esse é o próximo passo natural: se algo deu errado, foi preciso alguma mudança no plano.

E se houve alguma mudança drástica no plano, alguém precisou lidar com uma situação bem adversa e, provavelmente, precisou resistir ou até se sacrificar.

Aqui, você pode até escolher qual estalar de dedos usar de exemplo. Mas vou optar por um momento mais light e que vai render uma bela imagem para o artigo.

Quem foi mesmo que ergueu o Mjolnir (martelo do Thor) e lutou sozinho com o Thanos por alguns minutos?

4. Coloque um propósito na história

Essa costuma ser a cereja do bolo e é só escolher uma forma que o propósito de um personagem impactou a trama.

Temos vários caminhos por aqui:

  • um personagem com princípios inabaláveis costuma ter uma missão muito forte;
  • um personagem que se sacrifica, também;
  • e um personagem tão obstinado, a ponto de abrir mão do que ama para conquistar seus objetivos, também.

Então, para não repetir personagens e evitarmos entrar para o coro do discurso de “você precisa encontrar o seu propósito”, podemos falar do Thanos.

Porque aprendi com ele que ter um propósito muito bem definido não é garantia de sucesso. Nem mesmo quando você direciona todos os seus esforços nessa missão, a ponto de sacrificar até sua própria filha.

Para fechar, pontos extras se você conseguir incluir outros termos em alta no momento.

Bônus: a comunicação assertiva de Groot

Parece piada, mas pior que não é.

Apesar de muitas pessoas usarem “assertivo” como sinônimo de “estar certo”, assertividade é sobre ser enfático e firme no que você diz — independente de estar certo ou errado.

E quando o Groot fala, não faço a menor ideia do que ele quer dizer.

Mas, com a voz e a entonação do Vin Diesel, fica difícil não acreditar nele.

Pronto! Prometi 4 e entreguei 5 lições que aprendi exclusivamente com o filme dos Vingadores.

Agora, é só você escolher sua referência da cultura pop preferida, ou a que está em alta no momento, e preencher as lacunas.

Ou se preferir, pode me ajudar com mais tópicos que podemos aprender com (literalmente) qualquer filme ou série bem-sucedidos.

Qual lição você acrescentaria para a lista?

Disclaimer

Este artigo contém fortes doses de ironia e não deve ser levado tão a sério.

Se algum filme reforçou seu aprendizado sobre algo e você acredita que seja relevante, não deixe de escrever. A cena pós-crédito de Homem-Aranha: De Volta ao Lar, por exemplo, me ensinou sobre a importância da paciência.

Sou um escritor e produtor de conteúdo, especializado em Escrita Criativa, Storytelling e LinkedIn para Marcas Pessoais. Minhas maiores paixões sempre foram a música, o cinema e a literatura. Escrevendo textos na internet, consegui unir o melhor desses três universos, e o que era um hobby acabou me transformando em LinkedIn Top Voice e, hoje, se tornou minha profissão.

Gostou do texto? Então, compartilhe.

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

E para receber os próximos textos em sua caixa de entrada, inscreva-se na Newsletter gratuita.

Comentários